domingo, 23 de outubro de 2011

Chapter Sixteen


Quando Demetria acordou aquele dia já passavam das onze... Tinha tido uma noite dificil, revivendo de novo e de novo seu ultimo encontro com Joseph. Estava dividida entre a paixão que sentia por ele e aquela sensação de que estava tudo errado.
Depois de alguns minutos indecisa, Demetria se levantou, se vestiu e foi se juntar ao resto da familia... Porém ela se supreendeu ao entrar na sala.

_Feliz aniversário Demetria_ ouviu aquele monte de vozes gritar quando ela entrou na sala.

Demetria ficou chocada... Primeiro porque ela esquecera completamente que era seu aniversário, não fazia a menor ideia de que estavam lhe fazendo uma surpresa. E segundo... Não era apenas sua mãe e a familia de seu noivo que estava lá... Selena e a mãe tabmbém estavam lá e mais alguns amigos da familia que Demetria conhecera quando chegara... Mais quem chamou sua atenção de verdade fora os dois homens no canto da sala, parecendo meio deslocados... Paul Jonas e o filho Joseph. Demetria sentiu seu coração dar um enorme salto dentro do peito.

_Gostou da surpresa querida?_ a mãe de Demetria perguntou.
_Pela sua cara aposto que esqueceu que era hoje né?_ Nicholas riu da noiva.
_Eu me esqueci completamente_ confessou atordoada.
_É bem a sua cara esquecer o proprio aniversário_ ele zombou_ bom... Parabens.

Ele foi o primeiro a comprimentá-la, com um abraço apertado e bem carinhoso... Depois a puxou pra mais perto pra dar-lhe um beijo, e ela não teve como escapar daquilo. Joseph respirou fundo e tentou parecer calmo, tentou ignorar a furia que lhe invadia naquele momento... Não devia ter ido aquela festa. Não sabia porque tinha deixado seu pai convencê-lo.
Aos poucos todos na sala foram comprimentando Demetria, lhe dando os parabens... Foi estranho quando ela chegou perto de Joseph.

_Érr... Feliz aniversário_ ele sussurrou meio sem jeito.
_Obrigada_ ela respondeu com um meio sorriso, querendo se jogar nos braços dele mais lembrando que estava com raiva.

Fez-se silencio enquanto os dois se olhavam, um clima estranho no ar... Até que Nicholas ficou desconfortável com a situaçã oe resolveu interromper... Qualquer coisa pra manter sua noiva longe de Joseph, ela não confiava nele.

Todos se juntaram pra conversar como velhos amigos... Joseph era o unico que permanecia calado, terrivelmente incomodado com o fato de Nicholas não tiras as mãos de Demetria nem por um segundo. Ele evitava olhar, mais as vezes era inevitavel e quando seus olhos se encontravam com o dela, apesar da raiva que ela claramente estava sentindo pelo ultimo encontro ficava evidente que ela não gostava da situação... Ele pode perceber que uma vez ela quase pedira desculpas por aquilo em voz alta, se interrompendo apenas pelo beijo na bochecha que Nicholas lhe dera.

_O almoço esta servido_ Tereza informou.

Todos se reuniram na enorme mesa de jantar da mansão para o almoço... Nicholas se sentou bem ao lado de Demetria, que por sua vez estava de frente pra Joseph. Ela tentava desfarçar o máximo que podia seu desconforto mais nunca fora atriz, e não sabia lhe dar com mentiras; porém Paul não era estupido e apesar de Joseph não ter lhe contado o que havia entre os dois, ele sabia que tinha algo errado.

_Esta completando quantos anos senhorita Lovato?_ Paul perguntou.
_Vinte e quatro_ ela respondeu com um meio sorriso.
_Na flor da idade_ Denise sorriu satisfeita_ meu filho tem sorte.
_Verdade_ ele concordou_ pra quando é o casamento?
_Ainda não marcamos a data_ Nicholas informou_ mais estava pensando em ir até a igreja na semana que vem pra decidirmos logo isso, não vejo a hora de estar casado_ ele sorriu pra noiva.

Joseph suspirou impaciente, apenas querendo ir embora dali, não acreditava que seu pai o tinha obrigado a passar por aquilo, era simplesmente cruel. Ele podia sentir seu sangue ferver aos poucos e não gostava de imaginar o que aconteceria se ficasse nervoso demais e perdesse o controle. Provavelmente Demetria ficaria viuva antes mesmo de casar.

_E você Selena? Tem algum namorado?_ Jonathan perguntou sorrindo pra ela.
_Ah não, no momento só quero cuidar de mim mesma, nada de compromissos_ ela respondeu.
_Você é esperta_ Demetria zombou_ ter um noivo da muito trabalho.
Todos riram da piada, menos Joseph que não se incomodava nem m pouco em parecer feliz, só se concentrava em ficar calmo.
_E você Joseph? Jovem e bonito_ Denise comentou_ ainda solteiro?
_É_ ele respondeu forçando um sorriso_ estou tentando ficar longe de encrenca.
_Outro esperto, mulheres dão muito trabalho.

O almoço foi descontraido o tempo todo, todos conversando e rindo... Exceto é claro pelos olhares que Demetria e Joseph trocavam de vez em quando que ninguém pareceu perceber. Toda vez que o assunto era sobre o casamento, Demetria tentava se esquivar das perguntas, ela podia notar como Joseph ficava nervoso com isso, e uma vez até percebeu que por pouco ele não se levantou da mesa e foi embora. Demetria acreditava que o que o manteve no lugar foi o olhar severo do pai.
Quando por fim o almoço terminou, todos se reuniram ná área do jardim da mansão... As mulheres de um lado e os homens do outro, conversando animadamente.

_Então, conte-nos Nicholas_ um amigo de Jonathan, Carlos, pediu_ como é a Demetria?
_Oh ela é maravilhosa_ ele respondeu sorridente_ muito inteligente, carinhosa e linda é claro.
_É nós percebemos isso, você deu muita sorte maninho_ Kevin deu um tapinha no ombro do irmão.
_Aposto que é uma loucura entre quatro paredes_ Carlos comentou.

Joseph desvirou os olhos pra longe, suas mãos estavam fechadas em punhos e ao ouvir o comentário ele as apertou mais, respirando fundo e sentindo sua própria unha penetrar a carne de tamanha fúria que sentia naquele momento.

_Vamos conte_ ele pediu.
_É conte maninho_ Kevin também insistiu.
_Ela é uma loucura em todos os sentidos_ ele disse sorrindo de orelha a orelha_ muito fogosa.
_Jura?_ eles pareceram interessados, Paul apenas olhou pra expressão de raiva no rosto do filho que tentava disfarçar.
_É verdade, teve um dia ela me agarrou e até rasgou minha roupa_ ele contava orgulhoso_ agente se diverte muito.
_Cara, como você é sortudo.
_Eu sei_ Nicholas concordou.
_Joseph, você esta bem?_ Jonathan perguntou de repente.
_O que?_ ele olhou pra Jonathan assustado.
_Sua mão está sangrando_ ele infirmou meio espantado.

Joseph abriu a mão que mantinha fechada com força e viu as marcas das próprias unhas na carne, tinha apertado com tanta força que se machucara e agora seu sangue escorria por sua mão, o vermelho forte machando sua pele. Ele fechou a mão apressado.

_Devo ter me cortado em algum lugar_ ele disse nervoso, forçando um sorriso_ sou meio desastrado, acho melhor ir limpar isso.
_Tudo bem, você sabe onde fica o banheiro_ ele sorriu.
_Tudo bem, eu volto num instante.

Enquanto se afastava da roda de homens, Joseph agradeceu por ficar livre daquele conversa... Foi até o banheiro e olhou pra sua mão, abriu a torneir deixando que a água lavasse o ferimento... As marcas já haviam sumido e sobrara o sangue, ele se curava rapido, nem ao menos sentira dor... Na verdade só o que doia naquele momento era seu coração, mais isso não importava, devia ter imaginado que seria mesmo assim.

_Idiota_ ele resmungou pra si mesmo enquanto rasgava um pedaço da blusa e enrolava na mão, só pra dizer que o machucado ainda estava lá, manchou um pouco o pano com o sangue e depois ficou se encarando no espelho. Estava mesmo acabado.

_O que rola entre vocês dois em?_ Selena perguntou tirando Demetria de seus devaneios.
_Como é?_ ela perguntou confusa.
_Entre você e o Joseph_ ela explicou.
_Não sei do que esta falando_ ela corou violentamente, sentindo o coração saltar.
_Qual é, eu nã osou idiota Demi, eu vi o jeito que vocês dois se olham... Você não olha assim por Nicholas_ Selena comentou sorrindo divertida_ eu não vou contar pra ninguém, eu juro.

Demetria estava pensando num jeito de responder quand viu Joseph sair da roda de homens no quintal e entrar na mansão, era a sua oportunidade... Ignorou a pergunta de Selena e foi correndo atrás dele. Olhou em todos lugares, tentando imaginar onde ele estava, o encontrou um minuto depois saindo do banheiro... A mão estava enrolada num pedaço de pano e tinha sangue.

_O que houve com você?_ ela perguntou preocupada segurando a mão dele.
_Nada_ ele puxou a mão com força.
_Você esta bem?_ ela questinou tentando não se ofender com a atitude grosseira dele, afinal era compreensivel naquela situação.
_Oh, eu nunca estive melhor_ ele sorriu cinico_ passei a tarde ouvindo Nicholas falar de como você é fogosa e como vocês se divertem juntos na cama... É realmente uma coisa muito boa de se ouvir.
_Joseph...
_Por favor, não_ ele pediu erguendo a mão pra pará-la_ não diga nada... Não vai adiantar. Eu não quero discutir com você de novo, já estamos mal o bastante. Só... Esqueça, eu nem devia ter vindo.

Ele lhe deu as costas sem dizer mais nada e voltpou pra junto dos outros... Agradeceu pois a conversa tinha mudado de rumo, porém o resto da tarde ele não conseguiu mais tirar os olhos de Demetria, não conseguia parar de pensar no quanto ela estava lindo e que no fim do dia ela estaria com Nicholas ao inves de estar com ele.

_Bom, foi uma tarde muito agradavel, mais temos que ir embora_ Paul informou.
_Tão cedo Paul?_ Jonatham disse decepcionado_ mais obrigada por ter vindo... Fazia tempos que não conversavamos assim.
_É verdade, foi muito bom_ ele concordou_ vamos filho.
_Vai na frente_ Joseph pediu_ eu vou no banheiro antes.
_Tudo bem, te espero lá fora.

Enquanto todos foram acompanhar Paul até a saida, Joseph entrou novamente na mansão... Só queria uma desculpa pra ficar sozinho um segundo e pensar no que diria ao pai ao chegar em casa, pois ele sabia que teria de responder a muitas perguntas.

_Você já vai embora?_ a voz suave o despertara de seus pensamentos.
_É, já esta tarde_ ele respondeu olhando pra ela, pela primeira vez admirando-a com calma.
_Desculpe por tudo_ ela pediu envergonhada_ eu não queria que tivesse sido assim, mais fico feliz que tenha vindo.

Ele a encarou, batendo o pé no chão com impaciencia... Ele não podi perdê-la, ainda mais para o Hawkins, era um absurdo. E ele estava prestes a cometer uma grande loucura, sabia que ia se arrepender, mais antes que pudesse pensar já tinha dito.

_Tudo bem_ ele resmungou apressado.
_Tudo bem o que?_ ela perguntou confusa.
Ele chegou um pouco mais perto, escorando a mão na parede atrás dela, bem perto de seu rosto, deixando-a presa entre ele e a parede.
_Você quer mesmo saber o meu segredo? Saber quem eu sou? Qual é o problema comigo?_ ele resmungou as pressas_ eu vou te contar.
_Tudo bem_ ela disse nervosa e com expectativa, encarando os olhos ferozes dele_ pode falar.
_Não, não aqui e nem agora_ ele disse_ o que eu tenho pra te contar não posso apenas falar... Tenho que te mostrar também.
_Não estou entendendo Joseph_ ela murmurou nervosa.
_Diga, você tem como dormir fora de casa? Sem que o Hawkins desconfie?_ ele perguntou.
_Bem... Eu acho que sim, talvez_ ela respondeu sentindo seu estomago revirar, não sabia onde ele estava querendo chegar.
_Tudo bem... Depois de amanhã, as cinco_ ele sussurrou_ no mesmo lugar que sempre nos encontramos... Se quiser mesmo saber a verdade, me encontre lá, e tem que ser na hora certa, não se atrase.

Era o dia perfeito para o que ele teria que fazer... Seria noite de lua cheia e o unico jeito de explicar a ela era lhe mostrando. Ele sabia que isso podia custar não só o amor dela, mais como também sua vida... Pois se ela contasse a alguém ele seria um homem morto, mais por incrivel que pareça ele não se importou... Se não pudesse ter ela, não tinha mais porque viver aquela vida miseravel.

_Eu vou te esperar lá_ ele disse_ mais se você for Demi, não vai ter mais volta.
_Esta me assustando_ ela sussurrou fitando os olhos escuros dele.
_É para assustar mesmo_ Joseph comentou_ sei que vou me arrepender disso, mais se for pra te perde que seja pelos motivos certos.
_Não estou entendendo...
_Vai entender_ ele a interrompeu_ só... Esteja lá tudo bem?

Ela concordou com um aceno de cabeça, não sabia porque mais seus olhos queimavam, com lágrimas que queriam descer... Estava com medo do que ia acontecer, o jeito como Joseph falava lhe tirava do sério, ela não sabia o que pensar sobre aquilo.
Depois de um longo minuto olhando nos olhos um do outro em silencio... Joseph chegou mais perto e a beijou, de repente sentindo um medo imenso de que aquela fosse a ultima vez que poderia fazer aquilo. Imprensou o corpo delicado dela na parede com o seu, sentindo-a entregar-se aos seus encantos. Sentiu a lingua dela invadir sua boca com entusiasmo, massageando a sua e teve vontade de nunca mais soltá-la... Mais só saberia o fim dessa história depois de amanhã.

_Feliz aniversário Demi_ ele sussurrou um pouco depois.

Então ele foi embora, pois seu pai o esperava lá fora... Demetria permaneceu estática no lugar, sem saber o que fazer. Não sabia o que deveria esperar desse encontro com Joseph, e nem queria pensar no que aconteceria depois de manhã... Só sabia que tinha de arrumar um jeito de dormir fora de casa sem que Nicholas desconfiasse de nada.



 ...Continua.

Estou com falta de tempo.
Mas vo fazer a maratona que prometi e responder as suas perguntas  flor!!
Só tenham um poquinho de calma!!
Amanha eu já do um jeitinho!!
;) 

4 comentários:

  1. AAAAAAAAA e agora ? OMG OMG OMG , Poosta loogoo Amoore *-* Beijoos

    ResponderExcluir
  2. Omg
    posta logo
    super ansiosa

    ResponderExcluir
  3. cap perfeito maravilhoso...

    OMG...o q vai acontecer???

    posta logo

    bjo bjo

    ResponderExcluir
  4. OMG Ele vai contar???
    Ele te que contar a ela!!!
    Ela vai fugir? Descobrir a verdade???!
    AHHHHHHHHHHH Mal posso esperar pela maratona!!
    Posta logo!
    Beijos*

    ResponderExcluir