quinta-feira, 15 de março de 2012

Capítulo Quatorze

Capítulo Quatorze

Agosto, 2009

Quando Demi chegou ao restaurante, percebeu que Catherine e Selena já estavam sentadas, comendo alguma entrada. Cath, que tinha acabado de voltar de uma longa viagem com Kevin, chamou a irmã e a amiga para saírem para almoçar. Apesar de estar tendo uma semana super agitada, preparando um evento em cima da hora, Demetria não poderia negar ver a irmã, que estava sentindo tanta falta nos últimos meses.
Era engraçado o quanto Selena e Catherine tinham ficado amigas recentemente, afinal, Sel já era amiga de Demi há muito mais tempo. Mas até que fazia sentido, agora que todas estavam casadas com os integrantes da mesma banda.
Demetria observou que Catherine brincava com Oliver, que já estava com mais de cinco meses agora, e ria sem parar no colo de Selena. Sempre que encontrava Ollie - o que acontecia frequentemente - alguma coisa despertava dentro de Demetria, um sentimento que ela preferia que tivesse ficado guardado.
- Hey, Demi, finalmente você chegou. – Cath abriu um sorriso, cumprimentando a irmã e puxando-a para que ela se sentasse.
Demetria riu, observando a expressão de felicidade no rosto de Catherine. O que umas boas férias não faziam. Demi pensou, só Deus sabia como ela estava precisando de umas. Quanto tempo fazia desde que tirara um tempo só para si mesma? Mais do que um ano, sem dúvida.
- As férias te fizeram bem. – Demetria comentou, compartilhando parte de seus pensamentos.
- Sim, bastante. – Ela abriu mais um sorriso e mordeu o lábio, como se fosse contar alguma coisa, mas não soubesse exatamente se devia. Demetria apenas ergueu as sobrancelhas, observando a reação da irmã. – Eu sei que vocês devem estar se perguntando porque eu pedi que se encontrassem aqui comigo tão rapidamente. – Catherine começou e Selena franziu a testa.
- Na verdade, não. – Selena disse. – Não teve nada de estranho nesse almoço, até agora, Cath.
- Achei que você só estivesse com saudade da gente ou algo assim. – Completou Demi, dando de ombros.
Catherine revirou os olhos, aborrecida porque não a deixaram terminar de falar e apenas as encarou, deixando claro que ela queria dizer algo.
- Eu estou grávida! – Ela anunciou, abrindo provavelmente o maior sorriso que já dera na vida.
- Ah, isso é ótimo, Cath! – Demi falou, abraçando a irmã. – Awn, finalmente vou ter um sobrinho para cuidar.
O resto do almoço inteiro foi apenas uma celebração da gravidez. Catherine contou que eles já estavam pensando em ter um bebê por algum tempo e, durante essa última viagem, ela finalmente conseguira. Catherine queria contar logo para elas, pois tinha certeza que Kevin contaria para os outros imediatamente e Cath queria ela mesma contar.
Após se despedir das duas, Demetria foi direto para sua casa, aproveitando que podia resolver todo o resto do seu trabalho por telefone. Precisava de um tempo para se acalmar, enquanto os pensamentos se espalhavam em sua mente. Aproveitaria que Joseph provavelmente não estaria em casa, para organizar o que estava sentindo.
E daí que sua irmã estava grávida? Ela deveria estar feliz, não é? Mas é claro que estava feliz, Demi pensou. Não era que não estivesse, estava muito feliz por Catherine, só estava triste por ela mesma. Como sempre. Catherine, que era tantos anos mais nova que ela, já estava casada e tendo filhos, e isso a fazia se sentir velha. O que a levava a pensar que talvez não tivesse mais tantos anos de fertilidade assim.
Ela, obviamente, estava exagerando. Ainda tinha 32 anos, tinha quase uns dez anos pela frente. Mas ela sabia que quanto mais tempo passava, mais difícil era para conseguir engravidar. Ela sabia o quão rápido o tempo podia passar e, em um piscar de olhos, ela já estaria com mais de quarenta anos e já teria passado a hora.
Também era estranho imaginar Cath com filhos. Demetria sempre fora a que queria ter uma família. Ter filhos. E era a única que não estava conseguindo. Aquele pensamento vinha sendo muito recorrente nos últimos tempos, Demetria percebeu. Se há tanto tempo andava pensando em ter outros filhos, por que simplesmente não conseguia admitir isso para ninguém que não fosse ela mesma? Não conseguia dizer nem mesmo para sua psicóloga. Não era um absurdo tão grande, afinal. Por que, então, sentia-se tão culpada?
Ela queria aquilo. Ela queria mais do que qualquer coisa no momento. Mais do que isso, ela precisava. Agora, mais do que nunca, ela sentia que estava na hora.
Talvez só estivesse pensando tudo isso porque estava com inveja de sua irmã, mas não se importava. Mesmo que estivesse sendo um pouco influenciada por Catherine e por Selena, esse sentimento teria aparecido em algum momento, de qualquer forma.
- O que você está fazendo? – Joe perguntou.
Demetria sobressaltou assustada, estava tão perdida em seus pensamentos que nem ouvira Joe chegar em casa. Ela apenas sorriu para o marido, afastando-se da janela que estava, encarando fixamente e cumprimentando-o.
Questionou-se se deveria falar sobre o que estava pensando. Não sabia como Joseph iria reagir, ou pior do que isso, não fazia a mínima ideia. Nunca haviam nem ao menos comentado sobre a ideia de ter outro filho. Pelo o que Demi sabia, Joseph podia nunca ter pensado sobre o assunto ou ser totalmente contra. E as coisas andavam tão boas entre eles, ela não queria estragar tudo.
- Você ouviu o que eu disse? – Ele questionou, erguendo as sobrancelhas e despertando a atenção de Demetria. – Demi?
- Ah, desculpa. O que houve? – Ela tentou voltar sua atenção ao marido.
- Kevin e Cath vão ter um filho! – Ele anunciou animado. – O quão legal é isso? Parece que todos estão tendo filhos. Talvez até Liam daqui a pouco. – Ele parou um segundo para pensar no assunto. – Acho que ele está saindo com Jenny de novo. De qualquer forma, Kevin e Catherine tendo um bebê, o que acha disso?
- Cath me contou hoje mais cedo. – Ela falou, ainda meio em outro mundo. – Estou feliz por eles. E por Liam. – Acrescentou. - Eu gosto de Jenny.
Demetria andou em direção à cozinha, pegando um copo de água, como se precisasse se ocupar com alguma coisa para não parecer tão fora de sintonia. O que, claro, não adiantou muito, já que Joe continuava a olhando com o cenho franzido, tentando entender o que se passava pela mente da mulher.
- Demi, o que houve? – Ele perguntou, seguindo-a, sem saber por que ela estava agindo assim. Quando Demetria o olhou sem entender, ele completou. – Você está estranha. E não está agindo como se estivesse feliz. Você e Catherine brigaram ou algo assim?
- Não, é claro que não. É só que... Eu sou a irmã mais velha, eu deveria ter filhos antes dela. – Ela falou, sem saber como trazer o assunto à tona.
- Mas você teve. – Ele disse, referindo-se a Stella e não entendendo o que ela queria dizer.
Demetria balançou a cabeça negando.

10 coment's para o próximo

10 comentários:

  1. cap perfeito...

    demi podia ter outro bebe agora...

    bjo bjo e posta logo

    Pamela desculpa perguntar, mas como esta seu irmão, vc nunca mais comentou nele, ele esta bem?

    bjo linda!!!

    ResponderExcluir
  2. PERFEITO
    POSTA LOGO
    desculpa não ter comentado nos outros capitulos eu estava sem NET...
    Adorei que eles voltaram, eles tem que ter outro filho
    POSTA LOGO
    BeiJemi

    ResponderExcluir
  3. Posta logoooo *--* super perfeito OMG

    ResponderExcluir
  4. posta logo..........

    ResponderExcluir
  5. a sua historia é linda...

    ResponderExcluir
  6. adoro a sua historia....

    ResponderExcluir
  7. é tão bom ter a demi e joe juntos denovo...
    posta logo

    ResponderExcluir
  8. Ta tão lindo... será que eles vão concordar em ter outro filho ??*__*

    ResponderExcluir
  9. olha qm apareceu? tempo corrido por isso ñ comentando mto mas ta maravilhoso viu... postaaa

    ResponderExcluir