quinta-feira, 3 de novembro de 2011


Chapter Twenty Eight


Pouco depois que Demetria desmaiara, o resto da pessoas que estava com Nicholas procurando pela fera, encontroram o corpo dos três caido por entre as árvores. Nicholas desacordado com o rosto ensaguentado e marcado, Demetria desmaiada, seu vestido branco de noiva destruido e Joseph morto. Nicholas e Demetria foram levados de volta a mansão Hawkins.
Quando acordou, Nicholas estava com o rosto enfaixado, devido ao corte, que deixaria terriveis cicatrizes em seu rosto. Ele quis gritar, quase perdeu a razão, mais algo importante lhe passou pela cabeça... Demetria, ele precisava saber como ela estava. Ele se esforçou pra ir até o quarto dela... Bateu na porta, mais ninguem atendeu, imaginou que ela estivesse desacordada ainda, então apenas entrou de uma vez... Mais pra sua surpresa não havia ninguém no quarto... Apenas um bilhete em cima da cama.


Nicholas
Primeiro eu queria te pedir desculpas por minha traição, sei que foi um ato terrivel e que você não merecia isso, e nunca foi minha intenção te magoar, muito pelo contrário. O problema é que não mandamos no coração, essas coisas simplesmente acontecem.
Como eu disse, eu queria pedir desculpas, mais não vou... Perdi essa vontade quando por culpa de sua intolerancia tudo saiu errado, por causa de seu ódio e sua incompreensão ele esta morto... O homem que eu amo morreu e você deve estar alegre com essa noticia.
Vou te pedir pra que não me procure, será uma perda de tempo... Fui embora porque não aguentaria viver olhando pra você, e principalmente, porque não agientaria viver sem Joseph. Quando você ter isto porvavelmente estarei morta, no fundo de algum rio por ai, vou morrer... Pra encontrá-lo, pra viver na eternidade com meu amor. E espero que a consciencia de que você destruiu a minha vida, te atormente pra sempre e que nunca mais tenha paz.

Ass: Demetria


Nicholas encarou o papel chocado... Depois de um minuto pra absover o que lera, apenas se deixou cair no chão e chorou.

_____________________________
Há alguns quilometros dali, Paul caminhava pela casa entristecido, sem acreditar que seu filho estava morto... Que ele perdera a unica coisa que ainda tinha na vida. E era sua culpa, ele sabia que era. Se tivesse ficado longe de Sarah, Joseph podia ter tido uma vida diferente e feliz... Mais porque então ele não se arrependia?
Enquanto caminhava avistou algo caido no chão perto da prta, um papel... Se abaixou pra pegar... Era uma carta.

Paul
Estou indo embora de Vicenza, eu precisava... Mais antes de qualquer coisa precisava lhe dizer algo.
Primeiro lhe agradecer por ter cuidado de Joseph, por ter lhe mantido firme quando tudo parecia perdido, queria também lhe agradecer por apesar de seu medo ter me dado uma chance, uma chance de me aproximar e demonstrar o quanto Joseph era importante pra mim.
Antes de morrer ele me pediu que lhe dissesse uma coisa... Pediu que dissesse que o amava e que o perdoava. Sei que você sabe do que ele estava falando... Ele finalmente entendeu que não foi sua culpa, e espero que você possa se perdoar assim como ele fez.
Não sei se nos veremos de novo, só sei que preciso ficar longe... Talvez um dia eu volte com uma grande surpresa pra você, mais no momento o melhor é a distancia.
Espero que seja feliz Paul.

Com carinho... Demetria.


Paul sorriu olhando por papel, percebendo que deixara algumas lágrimas cairem... Seu filho o perdoara pelos erros que cometeu, era tudo que ele precisava. Joseph agora estava num lugar melhor, era o que importava.

_Obrigada_ ele sussurrou sorrindo.


Epílogo


A jovem estava sentada no banco do trem, olhando pela janela... Observando enquanto a cidade ficava pra trás, junto com o passado e todas as dores. Tinha sido dificil, ainda era... Mais agora era o momento de deixar tudo pra lá e começar de novo, ela precisava fazer isso. Por um momento ela pensara que não aguentaria tamanha dor, mais percebeu que ao contrário do que imaginara ela ainda tinha um motivo pra seguir em frente.
Demetria sorriu enquanto olhava pra baixo e acariciava sua barriga.

_Eu vou te proteger, não vou deixar que ninguém te machuque_ ela sussurrou_ meu pequeno Joseph.

Um filho, um filho do amor de sua vida, um pedaço dele que permanecia vivo dentro dela. O recado que deixara pra Nicholas lhe garantiria que ele não viria a procurar, ele pensaria que ela estava morta. Assim ela teria segurança pra si e seu filho. Ela não sabia o que esperar, não sabia se ele teria a mesma maldição que Joseph, mais ela enfrentaria o que fosse necessário... Ela o protegeria de tudo e de todos, pois agora ela sabia que havia um jeito, havia como controlar aquilo.
Não era fim que ela esperava, mais ao menos não estaria sozinha... E a lembrança de seu amor por Joseph estaria sempre viva em seu coração e também naquela nova vida que começaria em breve... E assim ele estaria vivo, pra sempre.


FIM
Bom meninas essa história terminou.
Espero que tenham gostado. Eu vou começar outra  hoje mesmo ja coloco a sinopse.
Bjinhus 
 

4 comentários:

  1. Chorando aqui !
    POSTA LOGO A OUTRA FIC *-* POR FAVOR

    ResponderExcluir
  2. cap perfeito...lindo demais...chorei aki...perfeito...

    bjo bjo e posta logo a outra fic...

    ResponderExcluir
  3. adorei
    posta logo a proxima

    ResponderExcluir
  4. AHHH AMEI O FINAL!
    CHORANDO AQUI!!!
    Até a proxíma historia flor hihi'
    bjo bjo

    ResponderExcluir